Bolo de Chocolate, Natas e Frutos do Bosque





Quando era pequena adorava brincar com bonecas. Num mundo só meu. Criava histórias onde as bonecas se tornavam reais, e a minha casa era a casinha das bonecas onde se faziam bolos e bolachinhas. E as histórias eram doces.
As brincadeiras na terra dos sonhos, onde os bolinhos são servidos com chá e as bonecas se divertem num reino encantado. Os adereços, as chávenas floridas, os guardanapos desenhados, as forminhas coloridas, ganham magia à sua volta.

Assim vejo a loja More Than Cookies, como um conto de fadas, onde os objectos e as cores nos trazem sorrisos e a vida é mais bonita. As coisas lindas que dão para construir a nossa casinha de bonecas ou simplesmente tornam a nossa casa um sítio mais acolhedor e doce.
É tudo tão lindo e mágico. Na loja online somos sempre bem recebidos pela Ana e pela Mónica, e cada peça faz-nos sonhar, dá-nos asas à imaginação e a criar sonhos doces.

Um bolo de chocolate, para uma data especial, feito de camadas doces e enfeitado com frutos do bosque, servido no novo cake stand da More Than Cookies. Um cake stand Bordallo Pinheiro, branco, elegante, e de linhas suaves, com a marca da More Than Cookies gravada nele.
Para servir bolos e sonhos.
Tão lindo que temos um igual a este das fotos, para partilhar com um dos nossos leitores! Vamos fazer esta semana um passatempo no facebook do Ananás e Hortelã e partilhar um pouco desta magia.










Bolo de Chocolate, Natas e Frutos do Bosque
(inspirado nos bolos da Linda Lomelino)

Bolo:
300 gr de açúcar
3 ovos
1/3 cháv de óleo vegetal
1 iogurte natural
2 cháv de farinha trigo
1/2 cháv de cacau em pó Pantagruel
1 colher (chá) de fermento
1 colher (chá) de bicarbonato
pitada de sal
1 cháv de leite
1 colher (sopa) de sumo de limão

Recheio e Cobertura:
325 ml natas frescas
200 ml iogurte grego natural
4 colheres (sopa) de açúcar
3/4 a 1 cháv de compota de frutos do bosque
frutos do bosque frescos a gosto para decorar



Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar e forrar com papel vegetal o fundo de duas formas redondas com 20cm de diâmetro. Reservar.
Preparar o leitelho, misturando o leite com o sumo de limão e deixando repousar uns 10 minutos antes de utilizar.
Numa taça colocar os ovos e o açúcar e bater muito bem com a batedeira até ficar volumoso e cremoso. Adicionar o óleo e iogurte e misturar bem.
Noutra taça misturar os secos, farinha, cacau, fermento, bicarbonato e sal e adicionar à massa dos ovos, juntamente com o leitelho e bater muito bem com a batedeira até ficar homogéneo.
Dividir a mistura igualmente pelas duas formas preparadas e levar ao forno até cozer (teste do palito, pode vir ainda ligeiramente húmido no centro do bolo, mas estar cozido e firme).
Desenformar os bolos e deixar arrefecer numa rede.
Preparar a cobertura, batendo as natas com a batedeira, em chantilly. Quando estiverem montadas, adicionar o açúcar e o iogurte e bater muito bem. Reservar no frio até utilizar.
Quando o bolo estiver frio, cortar cada um deles ao meio, de forma a ficar com 4 camadas de bolo de chocolate.
Colocar a primeira camada de bolo num prato de servir, e barrar a superfície com um pouco do creme de natas. Espalhar por cima um terço da compota, também por toda a superfície de bolo.
Colocar por cima mais uma camada de bolo e repetir o recheio até terminar na última camada de bolo.
Colocar a cobertura de natas na parte de cima do bolo e nas laterais, e ir alisando com uma faca larga ou com uma espátula, até ficar uniforme.
Enfeitar com frutos do bosque a gosto e servir.

Bom Apetite!






Granola de Batata-Doce com Pecãs e Melaço



Pequeno-almoço e granola. Duas coisas que combinam tão bem e eu adoro. 
O pequeno-almoço que acaba por ser uma das refeições mais importantes do dia, muitas vezes é feito a correr, pela falta de tempo e pelas obrigações diárias.
Gosto que se faça tempo para o saborear em condições e com a calma que ele merece. E que seja colorido e diversificado, nutritivo e cheio de energia, para começar bem o dia.
O ideal são as manhãs preguiçosas que se estendem sem nada para fazer. Em que podemos fazer um brunch cheio de coisas boas. Panquecas ou waffles, muita fruta fresca e da época, pão de cereais em torradas, sumo de fruta, chá ou cevada quente, iogurte natural com granola, compotas caseiras, ovos mexidos e dedos de conversa à mesa. É disso que eu gosto.

Aos domingos há mais tempo, para fugir à rotina matinal, celebrar uma festa na cozinha logo pela manhã que se prolonga com caminhadas à beira-mar ou pelo campo. Aproveitar bem o dia!
Só de pensar fico logo de sorriso na cara. Podia ser assim todos os dias. Adoro mesas de pequeno-almoço assim, cheias de gente e comida para partilhar.
Mas o tempo sempre escasseia, e durante a semana há que correr e adiantar essas manhãs de forma a sair de casa pronta para enfrentar os dias longos e cheios de desafios.
Uma tacinha cheia de coisas boas é o ideal para estes dias. Prepara-se uma boa granola ao fim-de-semana ou ao fim do dia, e enche-se o frasco para a semana que se avizinha.
Com iogurte natural, fruta fresca a acompanhar, um fio de mel e pólen ou canela, está feito o despertar para mais um dia que começa.






Granola de Batata-Doce com Pecãs e Melaço
(do livro "Afro-Vegan", de Bryant Terry)

2 cháv de flocos de aveia
1/2 cháv de flocos de quinoa 
1 chávena de pecãs com melaço*
1/2 colher (chá) de canela em pó Margão
pitada de sal
1/2 cháv de puré de batata-doce assada
1/3 cháv de maple syrup
1/4 cháv de óleo de coco
1 colher (chá) de melaço
2 colheres (sopa) de açúcar de coco

*Para as Pecãs com Melaço:
1 cháv de nozes pecãs
1 colher (chá) de óleo de girassol
1 colher (sopa) de melaço
1 colher (sopa) de açúcar mascavado
1/4 colher (chá) de sal


Preparação

Começar pelas pecãs com melaço. Tostar as pecãs numa frigideira por uns 5 minutos, mexendo frequentemente, até ficarem fragrantes. 
Colocar as pecãs numa taça e juntar o óleo, envolvendo bem. Envolver de seguida o melaço. Depois salpicar com o açúcar e sal e mexer. 
Aquecer uma frigideira em lume médio-alto, colocar as pecãs e deixar cozinhar, mexendo sempre por uns 3 minutos.
Transferir as pecãs para uma folha de papel vegetal, espalhar bem e separá-las, deixando arrefecer até à temperatura ambiente. Se desejar poderá picar as pecãs de forma grosseira.
Para a granola, numa taça colocar os flocos de aveia, quinoa, as pecãs inteiras ou picadas grosseiramente, a canela e sal. Mexer bem.
Numa panela levar ao lume o maple, com o óleo de coco, melaço e açúcar de coco, até derretido e quente. Transferir para um liquidificar juntamente com o puré de batata-doce assada e triturar até homogéneo.
Juntar este puré à taça dos secos e envolver muito bem. Espalhar num tabuleiro com papel vegetal e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC. Ir mexendo de vez em quando para não queimar. Quando estiver quase cozinhada, separar bem a mistura da granola com um garfo, levando mais um pouco ao forno até estar bem tostada e dourada.
Retirar do forno deixar arrefecer completamente antes de a guardar num frasco hermético, por uma semana.

Bom Apetite!





Sopa de Cenoura e Funcho Assados


Sempre gostei de sopa desde que me lembro. Nunca fui uma daquelas crianças que torcia o nariz a um prato de legumes, salada ou sopa. Havia legumes que provavelmente não gostava tanto como hoje em dia, mas sempre comi a minha sopa com gosto.
Aliás, basta saber que as melhores sopas de minha casa são feitas pela minha avó. Logo isso traz outro sabor à sopa. É ela que desde sempre faz grandes panelas cheias de sopa a fumegar. Todas as sextas ela faz uma sopa à lavrador fabulosa, algumas vezes feita à fogueira. Pratos de sopa substancial, comida de conforto nas noites mais frias.

Depois veio a minha vez de tentar fazer sopa. Nunca consegui que ficasse com o sabor que ela coloca nas dela. Mas safo-me bem. Quer na faculdade, quer quando estive fora do país, não passava sem fazer a minha sopa de legumes. É algo que não pode faltar nunca em casa. Muito importante na nossa alimentação. Um prato de sopa todos os dias. Até quando vou de férias, tento ir para sítios onde possa preparar uma sopa.
E quando chego tarde do trabalho a casa, cansada e sem vontade de cozinhar, sabe tão bem ter já sopa feita e aquecer uma tacinha. 

As minhas sopas preferidas são cremes de legumes. De preferência verdes. Com muitos bróculos, espinafres, couve-flor, nabiças e um toque de coentros. E gosto muito de sopas com legumes assados. Durante o Inverno e com o forno a lenha aceso é fácil preparar legumes assados e transformar as sopas mais simples, em pratos com muito mais sabor. Como é o caso deste creme de cenoura e funcho assados. O facto de caramelizarem no forno, torna a sopa deliciosa. E eu que durante os últimos anos recusei-me a comer creme de cenoura, depois de ter ficado farta da papa de cenoura e batata com hortelã que me serviam na cantina da faculdade, fiz as pazes com esta sopa. 
A receita vem deste livro lindo, um projecto que une seis mulheres da comunidade judaica de Sydney, onde há a partilha de tradições culinárias e receitas de família. Feito a muitas mãos e com histórias para comer, para se celebrarem à mesa.





Sopa de Cenoura e Funcho Assados

5-6 cenouras médias
1 bolbo de funcho
azeite q.b.
sal q.b.
1/2 colher (chá) de sementes de funcho
1 cebola picada
1 colher (sopa) de polpa de tomate
1,25 litro de água quente

Preparação

Pré-aquecer o forno a 200ºC. Descascar as cenouras e cortar em rodelas. Reservar os raminhos/folhas do bolbo de funcho e cortar o bolbo em quartos e depois em fatias. Colocar as cenouras e bolbo num tabuleiro, regar com um fio de azeite e salpicar com sal. Levar ao forno por 40 minutos ou até ficarem caramelizados e tenros.
Colocar as sementes de funcho numa frigideira e deixar tostar por 2 minutos, sem queimar. Colocar num almofariz e esmagar as sementes.
Colocar um fio de azeite numa panela a aquecer e juntar a cebola picada e as sementes esmagadas, deixando cozinhar até a cebola amolecer. Adicionar a polpa de tomate, os vegetais assados e a água quente. Deixar cozinhar por 10 minutos, mexendo de vez em quando. Temperar com sal a gosto e reduzir a sopa a puré, usando uma varinha mágica ou um liquidificador.
Servir quente, com os raminhos de funcho. Pode ainda servir com uma colherada de iogurte natural ou créme fraiche se desejar.

Bom Apetite!