Geladinhos Cremosos de Morango e Chocolate



A vida é muito melhor com um geladinho na mão! Verdade? Adoro gelados, sorvetes, picolés, granitas, 'frozen yogurt' e adoro os dias quentes e cheios de sol que chegaram. 
Chegou o verão e com ele vieram estes geladinhos cremosos, de fruta e chocolate. Perfeitos e deliciosos, super fáceis de fazer, saudáveis e vegan, feitos só com coisas boas. Para animar o início da estação.
É verdade, super deliciosos! Perguntem à minha avó, e são capazes de a encontrar com um deles na mão e outro já na barriga, ela que é super gulosa, amou estes geladinhos.

A verdade é que não passo sem gelados, todo o ano, mas nesta altura gosto ainda mais. Adoro gelados artesanais. Tenho uma gelataria de eleição na minha cidade, com imensos sabores fabulosos, alguns sazonais, cremosos e cheios de fruta. E adoro gelados caseiros, gosto mesmo muito de os preparar. Tenho sabores que adoro, que vão desde bombas como o de doce de leite e o de cheesecake, até aos de fruta ou com iogurte, como o de mirtilos e os de banana, e alguns deles até ao pequeno-almoço os como. Sou de muito boa boca no que toca a gelados!

Agora imaginem um livro lindo, cheio de fotografias de gelados capazes de cortar a respiração, e com receitas vegan, sem lactose, sem açúcares refinados, saudáveis e que não precisam de máquina de fazer gelados e ainda por cima são mega deliciosos!
Pois temos livro, é o "N'Ice Cream"e é inspirador. Gelados do bem, para nos "gulosarmos" este verão.
As autoras do livro Virpi e Tuulia são super queridas e elas próprias uma inspiração. Sigo os seus blogs e fiquei mesmo muito feliz quando através do instagram me ofereceram um saco de pano que criaram para o lançamento deste livro e com o saco veio a surpresa, o livro! Com uma dedicatória super catita. Surpresa boa, muitos sorrisos e muitos gelados inspiradores para experimentar. Começamos com estes super cremosos, com morango e chocolate! Cheira-me que vou ter um verão super nice!






Geladinhos Cremosos de Morango e Chocolate
(do livro "N'Ice Cream" de Virpi Mikkonen e Tuulia Talvio)

camada de morango:
1 lata de 400ml de leite de coco (refrigerada durante a noite)
1/2 colher (chá) de pasta de baunilha
2 colheres (sopa) de maple syrup
1/2 chávena de morangos em pedacinhos

camada de chocolate:
2 bananas maduras
2 colheres (sopa) de manteiga de amendoim
2 colheres (sopa) de cacau em pó
2 colheres (sopa) de cacau cru em pepitas


Preparação

Para a parte com sabor a chocolate, juntar as bananas, a manteiga de amendoim e o cacau em pó e triturar num processador até ficar em puré. Colocar a mistura numa taça e adicionar as pepitas de cacau cru e envolver. Reservar.
Para a parte com sabor a morango, abrir a lata de leite de coco que ficou refrigerada umas horas ou durante a noite e retirar a parte sólida que fica em cima para uma taça. Bater muito bem com a baunilha, o maple syrup e metade dos morangos esmagados em puré. Juntar depois os restantes morangos em pedaços bem pequeninos.
Colocar alternadamente camadas de mistura de morango e mistura de chocolate em forminhas.
Colocar os pauzinhos e levar ao congelador umas horas, até solidificar.
Para desenformar, colocar as forminhas em água quente por breves segundos, e servir.

Bom Apetite!



Bolo de Amêndoa, Natas e Cereja



Um bolo para celebrar 5 anos. Sim, são 5 anos de Ananás e Hortelã. Um nome escolhido sem planear, um bocado piroso até, mas que já conta a sua história. Cheia de afectos e partilhas à mesa. 
Acho que nunca pensei que ainda escreveria aqui ao fim deste tempo. Que ainda iria partilhar receitas. Pelo menos pensava eu, quando comecei há 5 anos atrás. Afinal de contas há coisas que às vezes não continuam, há coisas que mudam, há coisas que terminam. 

Fico sempre um bocado nostálgica em época de aniversário, penso e revivo as coisas boas e as menos boas que este cantinho me trouxe. Penso nas receitas que descobri, no gosto crescente pela fotografia, nos livros de culinária que me inspiram, nas pessoas que se cruzaram comigo de alguma forma, nas histórias vividas, nas mesas partilhadas, no caminho percorrido. Um caminho feito com muito prazer. Afinal de contas tudo o que é feito com prazer e com amor é para durar.

Claro que muitas coisas mudaram desde há 5 anos, nem sempre a disponibilidade para aqui vir é a mesma, as prioridades vão mudando, as receitas na vida também. Mas continuo sempre a aprender, continuo a gostar do cheiro de um livro novo nas mãos, a gostar de provar ingredientes novos, continuo a sorrir quando faço uma receita nova, continuo a adorar cozinhar para quem amo, a querer partilhar esses momentos. Continuo a ser feliz aqui. Continuo a querer inspirar-me.
E continuo a ligar o forno para fazer bolos e bolinhos. Isso já sabem que é certo na minha vida, um bolo a sair do forno traz logo perfume de conforto e sorrisos. Traz doce à vida.
Obrigada a todos os meus leitores, obrigada! É para vocês este bolo!





Bolo de Amêndoa, Natas e Cereja
(inspirado no blog Coco e Baunilha)

Bolo:
4 ovos grandes caseiros
200 gr de açúcar
180 gr de farinha com fermento
150 gr de amêndoa moída
125 gr de manteiga derretida
1 colher (sopa) de água de flor de laranjeira
1/2 colher (chá) de pasta de baunilha
raspa de 1 limão pequeno

Recheio e Cobertura:
150 ml natas frescas
1 colher (sopa) de açúcar
150 gr de doce de cereja
cerejas para decorar


Preparação

Untar 3 formas com 16cm de diâmetro e forrar o fundo com papel vegetal antiaderente.
Numa taça bater os ovos com o açúcar, a água de flor de laranjeira e a baunilha por 5 minutos, com a batedeira eléctrica, até ficar um creme bem volumoso. Envolver a farinha peneirada. Por fim, juntar a amêndoa moída, a raspa de limão e a manteiga derretida. Envolver até ficar homogéneo.
Dividir a massa de igual forma pelas 3 formas preparadas.
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC até cozer (teste do palito).
Desenformar e deixar arrefecer completamente sobre uma rede.
Preparar o recheio, batendo as natas até ponto de chantilly, juntando depois o açúcar e voltando a bater ligeiramente. Manter no frio até usar.
Para montar o bolo, cortar os topos de cada bolo para alisar, caso necessário. Colocar um dos bolos num prato de servir e barrar com metade do doce de cereja a superfície. Por cima do doce espalhar um pouco das natas batidas. Colocar outro bolo, endireitar e repetir o processo. Colocar o último bolo e no topo barrar com uma camada de natas batidas, alisando.
Enfeitar com cerejas frescas e colocar umas horas no frio antes de servir.

Bom Apetite!




 (cake stand nas fotos de Cake stand by Coco e Baunilha)



Orzotto Cremoso com Espargos



Puro conforto. Adoro refeições assim. Que se fazem num instante, que são práticas, com ingredientes que adoro e sazonais, e que ao dia seguinte ainda são perfeitas para voltar a comer sem reinventar.
É assim que descrevo de forma prática este orzotto cremoso. Mas poderia dizer também que foi das melhores refeições que comi nos últimos dias, e que voltei a repetir e irei continuar a fazer enquanto for o tempo dos espargos.
É bom como um prato tão simples nos deixa entusiasmados a cada garfada.

A primeira vez que ouvi falar de orzotto, foi num programa da Nigella (recordo-me tão bem). 
Ela preparava uma espécie de risotto feito com orzo ou massa pevide. Achei mesmo interessante, até porque adoro risotto e adoro massa, e o resultado ficava mesmo cremoso. Preparei uma receita semelhante à dela nessa altura e adorei. Nunca antes tinha usado a massa pevide sem ser na canja. 
Agora sei que quando quero um prato de conforto rápido, a massa pevide, uns legumes e queijo parmesão nunca me desiludem.
Que bom que é, seja um orzotto, um risotto ou um cevadotto. A inspiração italiana é sempre um bom motivo para se estar à mesa e comer bem. Mesmo quando o tempo é escasso para a preparar. Mas há sempre opções para todos os dias, e este orzotto é mesmo para qualquer dia da semana.
Deixo-vos esta sugestão bem simples e deliciosa, e perfeita para esta Primavera.




Orzotto Cremoso com Espargos
(do livro "The Clever Cookbook", de Emilie Raffa)

1 colher (sopa) de azeite
115 gr de bacon em cubinhos
1 dente de alho picado
250 gr de orzo ou massa pevide
1 litro de caldo de legumes caseiro ou água quente
1 molho de espargos
1 colher (sopa) de manteiga
parmesão ralado q.b.


Preparação

Numa panela média aquecer o azeite e saltear o bacon até ficar douradinho, uns 3-5 minutos.
Adicionar o alho e a massa pevide, mexendo um pouco para envolver tudo no azeite.
Juntar o caldo de legumes ou água e deixar ferver. Assim que ferver, baixar o lume e tapar a panela, deixando cozinhar por uns 15 minutos, mexendo ocasionalmente para prevenir que a massa cole ao fundo da panela.
Preparar os espargos, cortando a base do talo e descartando. Cortar os espargos em pedacinhos, na diagonal e adicionar à panela depois dos 15 minutos passados. Deixar cozer sem tampa, durante uns 5 minutos ou até os espargos ficarem ligeiramente tenros. Se a massa absorver o caldo todo, adicionar mais água se necessário. 
Juntar a manteiga e parmesão ralado a gosto e envolver tudo muito bem até ficar cremoso.
Servir de imediato, com mais parmesão ralado.

Nota: não será necessário adicionar sal à receita, como já tem o tempero do bacon e do parmesão, mas fica ao critério de cada um.

Bom Apetite!