Bolo Rústico de Maçã e Amoras



Que saudades de publicar uma receita aqui. Os últimos meses foram complicados, com momentos menos bons e algumas dores. Cheios de trabalho, quase sem respirar. Férias pequeninas. Estive também sem computador durante dois meses. A vontade de me lamentar e de cair nessa onda negativa que teimava em me perseguir foi-se arrastando demasiado. A dor e a angústia podem ser poderosas às vezes. Mas como uma amiga minha me diz e tão bem, a vida é um milagre, merece sempre ser celebrada. Em tudo. Nas pequenas coisas. Temos de ser positivos e ter esperança. As coisas boas acontecem. Só temos de acreditar.

Neste momento prefiro pensar sobre estes últimos tempos, de forma positiva. No bom das coisas, no que me fez feliz. No que me fez agradecer. Pensar que a vida nos sorri.
É tão melhor pensar assim. E no bom que ainda está por vir. 
Que apesar de estar esgotada, sou forte e capaz de tudo (ou quase tudo). Que na dúvida, mais vale seguir em frente e continuar, vou conseguir. 
Que os milagres acontecem, ao ver uma grande amiga acordar de um coma, quando tudo parecia só dor e angústia, incerteza e nada. De repente deu-lhe tudo. E isso deixa-me tão feliz.

O verão não foi meigo, mas aceitei-o. É fácil deixar que a vida sorria no verão. Com tantas coisas boas que ele nos dá. O sol bem quente na pele. O mar e os pés na areia. Os amigos e os petiscos. Uns dias de descanso no Alentejo, que sempre me faz tão bem. 
E o regressar aqui. Com um bolo. Pois, tinha de ser. Os dias começam a ficar mais pequeninos, e a vontade de ligar o forno e comer uma fatia de bolo começa a parecer o cenário ideal nestes dias com alguma chuva. Vamos aproveitar as amoras do fim do verão, e as maçãs que chamam o outono com um toque de canela. Vamos fazer um bolo tosco e rústico, que me deixa sempre feliz.
 




Bolo Rústico de Maçã e Amoras

1 chávena de farinha de trigo
1/2 chávena de farinha de trigo integral
1 colher de chá de fermento
1/2 colher de chá de canela em pó
1 chávena de açúcar
3 ovos
125 ml de iogurte natural
75 gr de manteiga derretida
2 maçãs médias descascadas e fatiadas
1 chávena de amoras
2 colheres de chá de açúcar demerara


Preparação

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar uma forma redonda de 20cm de diâmetro com papel vegetal antiaderente, de forma a ficar forrada no fundo e laterais, ajustando bem e deixando um pouco de fora para depois puxar o bolo ao sair do forno.
Numa taça grande colocar os ovos e o açúcar e bater com a batedeira eléctrica durante uns 3-5 minutos, até ficar volumoso. Adicionar o iogurte e a manteiga e bater bem.
Juntar depois as farinhas, fermento e canela e mexer a massa até ficar homogénea.
Colocar a massa na forma, e por cima as maçãs fatiadas e as amoras.
Salpicar com o açúcar demerara e levar ao forno até cozer (teste do palito).
Desenformar e retirar o papel vegetal. Fatiar ainda morno ou frio.

Bom Apetite!



Geladinhos de Smoothie de Morango e Granola



Geladinho ao pequeno-almoço. Que boa ideia para começar o dia de forma fresca, saudável e deliciosa. Ainda mais com estes dias de calor. Verdade?
Só apetece ir a banhos no mar e comer gelados, muita fruta fresca, e beber limonadas. Gosto mesmo muito desta estação. O verão, o sol, o calor, os dias grandes, a variedade de fruta, a roupa leve, o andar descalça.
Gosto de todas as estações do ano, cada uma tem o seu encanto, mas esta faz-me sempre muito feliz.
Dias de praia, mergulhar no mar e refrescar. Reunir amigos e fazer grandes petiscadas. Caminhadas pelo campo. Tudo me deixa com mais energia nesta altura do ano.

E apanhar os últimos morangos na horta é sempre motivo para celebrar a fruta, congelar alguns para mais tarde recordar, e aproveitar e fazer uns geladinhos bem frescos. O lema destes dias tem sido mesmo refrescar!
Aproveitei mais uma dose da granola express, para fazer estes geladinhos e comer pela manhã, ou a qualquer hora do dia, a vontade de comer gelados apanha-me sempre a qualquer momento. Com os últimos morangos da horta, biológicos, uma base de smoothie com iogurte e granola a salpicar. Perfeitos.

Vou aproveitando todos os momentos livres para fazer e comer gelados! Uma das coisas boas desta estação sem dúvida, com tanta fruta boa para comer ao natural ou em forma de gelado de pauzinho. 
Ando mais ausente do blog mas não parei de fazer gelados!! Fiquei foi sem computador. O meu portátil avariou. E o novo que escolhi parece estar esgotado em todo o lado. Estar um mês sem computador tem sido libertador e como é verão nem sinto falta dele, mas já sentia falta de vir aqui e partilhar mais uma receita convosco.
Até breve (espero eu!) e comam muitos gelados fresquinhos!








Geladinhos de Smoothie de Morango e Granola

10 morangos
1 banana pequena e madura
1 iogurte natural
1 colher (sopa) de mel
1 chávena de granola (receita aqui)


Preparação

Para preparar a base do smoothie, colocar a banana em pedaços, dois morangos, o iogurte e mel (a gosto) num liquidificador e triturar até ficar homogéneo. Reservar.
Fatiar os restantes morangos e esmagar alguns com um garfo, colocando em seguida nas forminhas. 
Colocar um pouco de granola também. Encher as forminhas com a base do smoothie sem encher demasiado.
Por cima colocar granola em toda a base, em seguida colocar os pauzinhos, fechar as formas e levar ao congelador.
Servir ao pequeno-almoço ou lanche.

Bom Apetite!

Nota: a quantidade de geladinhos depende do tamanho das formas que usarem. Nestas deu para fazer quatro unidades e coloquei a granola na parte de trás dos geladinhos. Se for nas forminhas verticais, coloquem menos quantidade de granola, e em camadas no meio e no fim do gelado, antes de colocar os pauzinhos.




Cobbler de Cereja



Enquanto houver cerejas. Enquanto as possa comer. Taças e tacinhas, uma a uma, vou satisfazendo este apetite pelas frutas da época, que adoro. Gosto mesmo muito de cerejas, de as comer ao natural, umas atrás das outras, como as conversas que sabem tão bem. 
E adoro cerejas em sobremesas. Quer seja em bolos, em clafoutis ou até gelados. Mas os meus preferidos são os crumbles e os cobblers.
Uma sobremesa com fruta, que se serve ainda morna, com uma bola de gelado de baunilha, que começa logo a derreter, é tão perfeito. Em qualquer altura do ano. 

O calor do verão acabado de chegar não me inibe de acender o forno para elas, para as cerejas e os crumbles e cobblers de fruta. Desta vez um cobbler, feito num tabuleiro de ferro da Staub, com o topo fofo de biscoito que vai embeber os sucos das cerejas, e fazer uma dança com o gelado que se derrete pelo meio.
Colherada atrás de colherada, servimos sorrisos à mesa, num domingo que se quer sempre doce.
Porque os domingos merecem doces momentos à mesa, que se partilham em família, e convidam às conversas. São servidos?






Cobbler de Cereja

base de cereja:
3 chávenas de cerejas descaroçadas
2 colheres (sopa) de açúcar mascavado
1 colher (sopa) de farinha de amêndoa
1/2 colher (chá) de canela em pó
1 colher (sopa) de sumo de limão

massa de biscoito:
3/4 chávena de farinha de espelta
1/2 chávena de farinha de centeio
1/3 chávena de farinha de amêndoa
2 colheres (sopa) de açúcar mascavado
1/2 colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de fermento
pitada de sal
50 gr de manteiga fria em cubos
1/2 chávena de leite vegetal
1 colher (sopa) de açúcar demerara para salpicar


Preparação

Untar um tabuleiro de ferro pequeno com manteiga e reservar. Usei este da Staub, que adoro.
Misturar as cerejas descaroçadas com o açúcar, amêndoa, canela e sumo de limão, envolvendo bem e colocando no fundo do tabuleiro preparado.
Para a massa, misturar numa taça as farinhas com o açúcar, canela, fermento e sal. Adicionar a manteiga em cubos e esfregar com os dedos até a manteiga ficar misturada na farinha, sem ser necessário ficar homogéneo. Adicionar em seguida o leite e envolver bem, criando um massa mais ou menos pegajosa. Formar 5 a 6 bolinhas de massa, com a ajuda de uma colher de gelado, e colocar por cima da camada de cerejas, deixando algum espaço entre elas, porque ao cozerem crescem de tamanho. Salpicar com o açúcar demerara.
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC e deixar cozer por uns 30-40 minutos, até a parte do biscoito estar cozida e dourada (teste do palito) e a fruta a borbulhar.
Servir ainda morno, com uma bola de gelado de baunilha.

Bom Apetite!