Bolo de Clementina e Coco


Chegou a época do ano que pinta o pomar de laranja. Apesar do Inverno ser a estação com que menos me identifico, adoro os citrinos que vão amadurecendo no laranjal.
Os dias de Inverno solarengos, que sabem tão bem, fazem ainda brilhar mais os frutos. Pequenas pérolas lá fora, no quintal, no meio do verde. Tangerinas, clementinas, tânjaras e laranjas.
É só esticar o braço até à rua, e comer uma tangerina acabada de apanhar. Fazer um sumo de laranja natural para uma dose de vitamina C e saborear logo pela manhã. Para afastar as constipações.

Gostamos de partilhar com os vizinhos e amigos. Quem quiser, pára e come directamente da árvore. Dois dedos de conversa ao pé das laranjeiras, que se espalham à volta da casa, desde que me lembro. Foram plantadas pelos meus avós, há muitos anos.
E nesta altura do ano, os bolos e alguns cozinhados ficam animados pelos citrinos. Os bolos de laranja e a torta de laranja são os que me lembro de serem feitos desde sempre pelas mãos das mulheres da casa. E eu animo-me sempre a comer uma fatia.
Desta vez foram as clementinas que deram em bolo, num destes domingos de sol e frio.





Bolo de Clementina e Coco

3 ovos
1 e 1/4 chávena de açúcar de coco
1/2 chávena de manteiga derretida
1 iogurte natural
1/2 colher (chá) de pasta de baunilha (opcional)
1 colher (sopa) de rum escuro (opcional)
raspa e sumo de 3 clementinas
1/2 chávena de coco ralado
1 colher (chá) de fermento Royal
2 chávenas de farinha de trigo

açúcar em pó baunilhado Royal q.b.


Preparação

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar uma forma de buraco e reservar.
Numa taça colocar os ovos e o açúcar e bater muito bem com a batedeira, até ficar cremoso e volumoso. Em seguida adicionar o iogurte, manteiga, baunilha e rum e mexer muito bem.
Adicionar a raspa e sumo das clementinas e o coco e bater bem a massa.
Por fim, peneirar a farinha, juntando-a à taça e o fermento, e envolver bem na massa até ficar homogénea.
Colocar na forma reservada e levar ao forno até cozer (teste do palito).
Desenformar e depois de frio, salpicar com açúcar glacé baunilhado por cima.

Bom Apetite!





Tagliatelle com Molho Cremoso de Abóbora


Dos dias que pedem comida de conforto. Dos dias chuvosos de Inverno, que nos levam a procurar conforto e recolhimento. A casa e a cozinha abraçam esses dias, como um lugar que acolhe quem chega do frio da rua, e nela encontra o quente e quem mais gosta. Partilham-se momentos na cozinha, com o fogão a lenha aceso, e as cores do fogo que nos aquecem.

Acende-se o lume, e coloca-se a abóbora a assar. As abóboras que vêm desde a estação passada, continuam a chegar por mãos amigas. Dão vida a sopas, bolos e pratos de comida como este. Gosto da cor da sua polpa, em concordância com o fogão aceso e o crepitar das chamas durante a noite. Enquanto a abóbora está a assar no forno a lenha, prepara-se o resto da refeição. Um prato de massa com um molho de abóbora bem cremoso. Para mim define o conforto, numa só garfada.





Tagliatelle com Molho Cremoso de Abóbora
(do livro Drizzle and Dip, de Samantha Linsell)

4 cháv de abóbora descascada e em cubos
azeite q.b.
sal q.b.
tomilho fresco q.b.
120 gr de mascarpone
1 cháv de caldo de legumes ou água morna
100 gr de bacon fatiado e cortado em tiras
200 gr de cogumelos frescos fatiados
250 gr de tagliatelle
parmesão ralado q.b.
sementes de abóbora tostadas q.b.


Preparação

Acender o forno a 200ºC. Colocar a abóbora em cubos num tabuleiro, e regar com um fio de azeite, salpicar com sal e tomilho. Levar ao forno durante uns 30 minutos ou até ficar tenra.
Desacartar o tomilho e colocar a abóbora num liquidificador, juntamente com o mascarpone e o caldo ou a água morna. Provar e ajustar o tempero se necessário. Manter reservado no quente.
Numa panela ao lume, colocar o bacon em pedacinhos e deixar dourar, até ficar bem crocante e estaladiço. Retirar o bacon da panela e reservar.
Enquanto isso colocar o tagliatelle a cozer em água a ferver e temperada de sal, até ficar al dente. No fim de cozido, escorrer (reservando parte da água da cozedura).
Na mesma panela do bacon, e sem lavar, colocar os cogumelos a saltear durante uns 5 minutos.
Adicionar o molho de abóbora aos cogumelos. Juntar a massa e o bacon e mexer, envolvendo.
Se o molho estiver muito grosso, adicionar 1/2 a 3/4 de chávena da água da cozedura da massa e envolver bem.
Servir com parmesão ralado na hora e sementes de abóbora tostadas.

Bom Apetite!



Bolo de Nutella





Primeiro post do ano. Ainda venho a tempo de vos desejar um bom ano! Uma breve pausa por aqui, desde o natal, mas muito trabalho, algumas mudanças a nível profissional e uma valente gripe deixaram-me sem tempo. Mas estava cheia de vontade de partilhar novas receitas. E com "cara nova".
Andava já há uns tempos com intenção de modificar o visual do blog,e foi quando conheci o trabalho da Joana Lapa do JL Design que me decidi finalmente a avançar. A Joana conseguiu pegar no "Ananás" e remodelá-lo com muito bom gosto. Um visual novo, que espero que gostem.

Para celebrar o novo visual, nada melhor que um docinho! E se for em forma de bolo e ainda por cima tiver chocolate à mistura, é capaz de ser coisa boa. Assim para começar o ano, partilho convosco um dos últimos bolos que fiz no ano que passou. E que serviu para animar um almoço de natal com as minhas amigas. Inspirei-me nas nossas festas da faculdade, em que nos juntávamos numa das casas e para além de boa disposição e gargalhadas, havia muito chocolate à mesa (mas mesmo muito!). Achei que um bolo de chocolate e avelã, com nutella, seria o ideal para as fazer sorrir. E como o partilhei no instagram e foi tão bem recebido, achei que o devia partilhar convosco, já depois de lhe fazer umas pequenas alterações. 
Aqui fica um bolo gluten free, que é quase uma sobremesa, de textura densa e macia, para vos adoçar os dias de Inverno frios e solarengos ou chuvosos e cinzentos. Sirvam com iogurte grego natural ou natas batidas, e deliciem-se.




Bolo de Nutella
(inspirada no Donal Skehan)

150gr de avelãs com pele
200gr de chocolate semiamargo
3 colheres (sopa) de nutella
100 gr de manteiga
6 ovos
125 gr de açúcar
1 colher (sopa) de rum (opcional)

Cobertura:
Nutella q.b.


Preparação

Aquecer o forno a 180ºC e tostar as avelãs por 5 a 10 minutos, mexendo de vez em quando para não queimarem. Retirar do forno e com um pano, esfregar bem, até sair a pela delas (alguma pele fica, mas não há problema).
Deixar arrefecer e depois retirar uma parte delas (umas 30 a 40gr) e reservar para a cobertura. As restantes, triturar no 1 2 3 até ficar em farinha de avelã.
Numa taça separar as gemas das claras. Bater as claras em castelo e reservar.
Noutra taça bater muito bem as gemas com o açúcar até ficar volumoso.
Derreter o chocolate com a nutella e manteiga em banho-maria, até ficar brilhante, adicionar depois o rum e as avelãs moídas e mexer bem.
Juntar esta mistura de chocolate e avelãs às gemas com o açúcar e mexer muito bem com a batedeira.
Por fim adicionar aos poucos as claras e ir incorporando devagar até ficar homogéneo.
Colocar numa forma redonda (de 22cm de diâmetro), bem untada e fundo forrado com papel vegetal.
Levar ao forno até cozer (uns 40-45 minutos), verificar com palito, pode ficar ligeiramente húmido mas firme ao toque.
Retirar do forno e deixar arrefecer um pouco antes de desenformar.
Depois de frio, cobrir com nutella a gosto e as avelãs reservadas picadas.

Bom Apetite!