Pavlova Floresta Negra



Há momentos que devem ser sempre celebrados. Mesmo que nos falhe o tempo. A vontade de celebrar essa nunca falha. Com algo bem doce na mesa.
Foi assim que o blog completou 6 anos, no mês passado. Sim, já são 6 anos! Tive mais uma vez de ir atrás e ver a data do primeiro post e confirmar quantos eram.
E para não fugir ao tema do primeiro post de sempre (compota de cereja caseira) e aos últimos anos que celebramos o aniversário do blog juntos, mais uma vez escolhi as cerejas para a sobremesa.

Uma pavlova floresta negra, com duas coisas que adoro, o chocolate e as cerejas juntos. E acreditem que ficou perfeito! Um doce bem doce, para ser partilhado com todos os gulosos.
E acredito que enquanto houver cerejas, nem será preciso motivo especial para celebrar tudo o que é bom com elas.
Uma mesa com uma pavlova é uma mesa feliz. E o aniversário do blog deixa-me sempre feliz, e com vontade de celebrar e partilhar convosco todos estes momentos.

Obrigada a todos os leitores, pela vossa presença. Por estarem aí, pelas palavras que me deixam sempre a sorrir, pelo carinho com que me escrevem e fazem as receitas que passam nesta mesa. Muito obrigada! Continuo a ser muito feliz a cozinhar, a fotografar e a sonhar.
Este caminho é escrito em forma de receitas e fotografias e histórias. É feito de sonhos, forno aceso, ovos caseiros, legumes e frutas da horta e do pomar, de mãos amigas e pessoas que se cruzam pelo meu caminho, algumas que se tornaram verdadeiras amigas. Não podia estar mais grata pelas coisas boas que este cantinho me trouxe. Que venham mais histórias de comer e querer mais.











Pavlova Floresta Negra

6 claras de ovo
300 gr de açúcar
3 colheres (sopa rasas) de cacau em pó (+ um pouco para salpicar)
1 colher (chá) de vinagre de sidra

350 ml de natas frescas
2 colheres (sopa) de açúcar
1/2 chávena de compota de cereja

cerejas frescas q.b.
raspas de chocolate negro q.b.


Preparação

Pré-aquecer o forno a 150ºC. Desenhar dois círculos com 20cm de diâmetro em folha de papel vegetal antiaderente e colocar dentro de dois tabuleiros.
Com a batedeira eléctrica bater as claras em castelo até ficarem bem firmes. Começar a juntar o açúcar, uma colher de sopa de cada vez, e bater entre cada adição, até ficar incorporado.
Bater depois durante uns 5 minutos até a mistura ficar brilhante e espessa.
Adicionar depois o vinagre e o cacau e envolver delicadamente até ficar misturado e homogéneo.
Colocar colheradas da mistura dentro dos círculos desenhados, metade em cada, e dando a forma redonda pretendida. Salpicar cada disco de pavlova com cacau em pó, usando uma peneira pequenina, para dar um efeito pintado.
Reduzir a temperatura do forno para 120ºC e colocar os discos de pavlova a cozer cerca de 1 hora e  10-15 minutos.
Depois desse tempo, desligar o forno e deixar a pavlova lá dentro até arrefecer por completo (eu coloco uma colher de pau na porta do forno para deixar uma abertura).
Para o recheio e cobertura, bater as natas até ficarem firmes, adicionar o açúcar e bater mais um pouco só para incorporar.
Na altura de servir, colocar um disco de pavlova num prato grande, cobrir com metade do chantilly e salpicar com metade da compota de cerejas, dando um efeito marmoreado com um garfo.
Colocar o outro disco de pavlova em cima, cobrir com as restantes natas batidas, espalhar a compota de cereja, e servir com cerejas frescas e raspas de chocolate.

Bom Apetite!








20 comentários:

  1. Muitos parabéns por estes 6 anos, este blog é realmente inspirador, faz tudo com tanto gosto que cativa as outras pessoas do outro lado do ecrã, as receitas são maravilhosas e as fotos excelentes. Continuação de muitos mais anos.


    Blog - O Cantinho dos Gulosos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelas palavras e pelo carinho!
      Um beijinho.

      Eliminar
  2. apesar de n ser de todo fã de pavlovas, esta está linda!! parabéns pelos seis anos de blog, que venham bem mais!!
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. em primeiro lugar parabéns pelo seu blog. é de ler, ver e sonhar por demais. em segundo, esta pavlova tem um aspeto divinal. Não fosse demasiado doce, mais logo iria experimentar. assim, fico aqui a babar-me por uns instantes esta sua doçura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Mãe Maria :)
      Pois, isto é só mesmo para dias de festa!

      Eliminar
  4. Olá Inês: muitos parabéns pelo aniversário do blog que é sempre uma fonte de inspiração. Que venham muitos mais anos de deliciosas partilhas.
    Esta pavlova ficou linda e com as cerejas deve ser uma delícia!
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Márcia, que bom saber que gostas!
      Um beijinho.

      Eliminar
  5. Parabéns pelo aniversário :)
    Adorei a receita, bem do meu agrado, deve ser deliciosa!!!
    Beijinhos ...
    Blog: Guloso qb ... de Carla Ramalho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla, de facto é deliciosa, a nossa favorita sem dúvida!
      Obrigada e um beijinho.

      Eliminar
  6. Que bom aspecto.
    Parabéns.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2017/07/sangria-de-melao.html

    ResponderEliminar
  7. Seis anos! Uma criança que vai crescer ainda mais. O blog do meu coração, aquele que já via, ainda nem pensava em criar o meu.
    Seis anos de fotografias lindas, receitas maravilhosas e muitas histórias,
    Obrigado por partilhares este bocadinho de ti connosco.
    Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sara, assim fico emocionada. O blog do teu coração agradece e eu muito mais, já sabes que temos aquela empatia e um dia vai haver um abraço!
      Obrigada por tudo, um beijinho.

      Eliminar
  8. Que coisa mais linda :)
    Uma pavlova no teu forno (é o mesmo?)! Dizias com um ar tristonho que o teu forno não era bom para pavlovas! Mas esta prova o contrário :)
    Lindíssima :)
    Adoro! E sim, enquanto há cerejas há celebrações!
    As fotografias estão um encanto :)
    E o teu blogue está tão crescido! E venho aqui desde o princípio e sabe-me sempre tão bem aqui passar, ler os teus textos, apaixonar-me pelas imagens e receitas!
    És uma querida e é um prazer conhecer-te e festejar contigo estes 6 anos! :)
    Temos mesmo que combinar qualquer coisa!
    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joaninha, agora já sabes que a minha vizinha é uma grande amiga e é no forno dela que faço as pavlovas! :)
      Obrigada pelo carinho, é tão bom conhecer-te pessoalmente, e temos mesmo de combinar!
      Beijinho enorme.

      Eliminar
  9. Minha Querida Inês, primeiro que tudo muitos parabéns pelo teu projeto, por estes anos de partilhas de receitas deliciosas, pelas fotas encantadores e por nos inspirares diáriamente. Muito sucesso!!
    Quanto a esta pavlova só tenho a dizer que terás de a fazer novamente para festejarmos mais um aninho!!

    Beijinho Grande
    #Anita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anita do meu coração :) tu põe-te a caminho que eu faço a pavlova!!
      Obrigada querida, por tudo. Um beijinho.

      Eliminar
  10. Como assim ainda não tinha vindo cá comentar esta pavlova D E L I C I O S A?! Está uma verdadeiro tentação, um deleite para os sentidos. Impossível resistir, aida para mais sendo uma floresta negra com as deliciosas das cerejas!
    A sério que o Ananás e Hortelã já faz 6 anos?! Quando se partilha por amor e se faz o que mais gostamos com paixão, nem sentimos o tempo passar. O teu blog é dos mais lindos (senão o mais lindo) na área da culinária em Portugal. É sempre um prazer poder passar por este cantinho tão inspirador. Que continues sempre a surpreender-nos com as tuas deliciosas partilhas e sugestões. Muitos Parabéns por transmitires de forma tão única e genuína a tua paixão pela cozinha. Que nunca pares de sonhar e que os sonhos te levem sempre por caminhos muito felizes, dentro e fora da cozinha!
    Um grande beijinho,

    Célio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Célio, deixaste-me sem palavras. Gosto tanto de te ler sempre! Até me deixas emocionada com o que escreveste aqui, sabes bem que tu és uma inspiração para mim e só posso agradecer pelo carinho e simpatia com que sempre me brindas.
      Isto os sonhos, são mesmo para sonhar. Que sejamos felizes!
      Obrigada e um beijinho.

      Eliminar