Risotto de Peru com Grelos



Do pouco se faz muito. E das sobras de comida faz-se sempre muito mais. Há sempre pratos novos à mesa com o que fica da refeição passada. Reaproveitar, reciclar e não desperdiçar.
Desde pequena que aprendi que não se deita comida fora. Vi sempre os meus avós e pais a guardarem as sobras do que se cozinhava para comer depois, e até muito do que não se aproveitava para o prato em si, como cascas e talos de legumes ou fruta iam para as galinhas e porcos.
Sempre vi em casa, na horta, no quintal e na nossa cozinha, um equilíbrio perfeito. O que cresce na terra sem produtos químicos, as galinhas do campo com ovos felizes, o sabor dos alimentos de cada estação, o ver crescer algo que se planta, o amadurecer da fruta na árvore a seu tempo, o valorizar o que vem da terra e levamos à mesa, o não desperdiçar nada na cozinha, e os pratos de conforto que acompanham cada dia e cada época.

No natal a nossa mesa é farta, em comida e alegria. E mesmo dizendo todos os anos que vamos fazer menos, acaba sempre por haver imensas sobras. Mas nada se perde, tudo se transforma à mesa. É esse o lema, nada de desperdícios. 
É o caso do peru de natal, que sobra sempre. Congela-se para mais tarde dar-lhe uma nova vida. Como nesta receita. Um risotto bem simples, que ganha um ar de prato novo. Ao peru juntam-se grelos já cozidos, que nesta altura do ano abundam, e fazemos sempre a mais para depois saltear com alho e azeite ou para um esparregado. Ou neste caso para um risotto. Um prato cheio de conforto para estes dias de inverno. 
Esta receita faz parte de um artigo que desenvolvi para a edição de Janeiro da revista Máxima, onde podem encontrar mais duas boas ideias do que fazer ao peru que ainda tenham no congelador. São receitas simples e económicas, sem desperdícios. Espero que gostem e aproveitem bem as vossas sobras.





Risotto de Peru com Grelos

1 fio de azeite
1 dente de alho picado
1/2 cebola picada
1 chávena de arroz para risotto
1/3 chávena de vinho branco
1,5lt de caldo de legumes
2 chávenas de peru assado desfiado
1 chávena de grelos cozidos picados grosseiramente
parmesão ralado q.b.


Preparação 

Colocar o caldo de legumes ao lume, mantendo bem quente durante a preparação do risotto.
Num tacho aquecer um fio de azeite com o alho e cebola picada até esta ficar mole e translúcida.
Adicionar o arroz e mexer bem, durante uns dois minutos. Juntar depois o vinho branco, mexendo sempre, até o líquido evaporar. 
Em seguida começar a adicionar o caldo de legumes, concha a concha, só a quantidade necessária para cobrir o arroz. Ir sempre mexendo até o arroz absorver o caldo. Adicionar mais caldo à medida que for necessário, sempre a mexer o arroz. Quando estiver quase cozido juntar o peru e os grelos e deixar cozinhar por mais dois minutos.
Retirar do lume e juntar queijo parmesão ralado a gosto, envolvendo suavemente.
Servir imediatamente, com mais queijo ralado.


Nota 1: não coloco sal na receita, porque a carne acaba por lhe dar sabor e tempero, assim como o caldo e o queijo parmesão.
Nota 2: aproveitem outras sobras de legumes e adicionem ao risotto, e podem também usar a ideia da receita para sobras de frango assado ou enchidos.
Nota 3: no final da preparação do risotto podem adicionar uma colher de chá de manteiga ao mesmo tempo que o queijo parmesão, envolvendo no arroz, tornando ainda mais cremoso.
Nota 4: para fazer um caldo de legumes caseiro eu junto numa panela bastante água, uma cenoura grande cortada e a sua rama, uma cebola cortada, um talo de alho francês cortado, alguns grãos de sementes de coentro, mostarda e pimenta, uma folha de louro e algumas ervas aromáticas (salsa, tomilho) e deixo ferver pelo menos meia hora a uma hora. Depois coar e está pronto a usar. Também o podem congelar.

Bom Apetite!






30 comentários:

  1. Olá :)...
    Delicia de aspecto e excelente sugestão :D....
    Beijocas

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Querida Inês,
    parabéns pelo artigo. Vou ter que comprar a Revista ;)
    Nesta altura do ano estes pratos de arroz cremoso são tão reconfortantes. E sim, há que aproveitar sobras. A minha geração cresceu marcada pelas imagens violentas da fome na Etiópia. Lá em casa, o lema era não deixar uma migalha no prato e, mais tarde, em idade adulta continuei essa máxima.
    Um beijinho
    Guida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom ver que o que os pais e avós praticam com as sobras passa para a nossa geração, e nada de desperdícios.
      Eu adoro estes risottos de conforto. Um beijinho.

      Eliminar
  3. Hello, minha linda Inês!
    Desperdício jamais, eu tbm aproveito muito bem as sobras, sempre as congelo
    para aproveitá-las em outros pratos.
    Belo risoto minha querida!

    Beijinhos no seu ♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem mesmo de ser. Cresci a seguir e a ver o lema de nunca desperdiçar comida. E sabe tão bem reinventar pratos com as sobras! Um beijinho.

      Eliminar
  4. Parabéns pelo artigo da revista, suas receitas são maravilhosas
    e as fotos também!

    Beijinhos ♥

    ResponderEliminar
  5. Nunca experimentei fazer risotto! Shame on me! Mas este tem um ar! <3 ai eu!!

    Um beijinho dourado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta! Para além de ser quase uma terapia, estar ali a mexer o arroz, acaba por ser um prato super reconfortante neste frio!

      Eliminar
  6. Adoro risotto.
    Bela sugestão.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2017/01/pizza-de-couve-flor.html

    ResponderEliminar
  7. essa combinação parece-me perfeita!
    beijinhos
    Carla

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficou delicioso, e quem diz peru, diz frango assado e outros legumes a gosto.
      Um beijinho.

      Eliminar
  8. Desperdicios cá em casa também não há. E risottos há todas as sextas feiras!!! Adoro a ideia deste, com sabores mesmo ao meu gosto, com cores que me apaixonam no prato, só gosto é do risotto assim um bocadinho mais sequinho.
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ruth, as sextas com risotto devem ser bem boas!
      Eu tenho dias, às vezes gosto mais seco, outras vezes com mais caldo. Mas sempre cremoso e o bago de arroz bem cozido!
      Um beijinho.

      Eliminar
  9. Olá Inês: cá em casa também nunca há desperdícios de comida. Podem-se fazer tantos pratos com aproveitamentos, que muitas vezes ficam até melhores. Gostei muito do teu risotto. Parabéns pelo artigo na revista.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo verdade, quantas quiches, tartes, saladas e pastas não ficam a saber tão bem com as sobras de outra refeição.
      Obirgada Márcia, um beijinho.

      Eliminar
  10. Este pratinho delicioso respira conforto. É desta comidinha que eu gosto nestes dias frios de inverno. E reaproveitar, sempre! Também fui sempre habituado, desde pequeno a aproveitar tudo o que sobra, até as cascas das batatas e as folhas velhas das couves e alfaces para dar aos animais. Nada se perde, tudo se transforma, é um lema que gosto de seguir. :)
    Costumo fazer um risotto parecido, mas em vez do peru uso alheira e em vez dos grelos, espinafres. Uma delícia!!! Mas fiquei com imensa vontade de experimentar esta receita.
    Muitos Parabéns pelo artigo na revista Máxima, tu mereces esse destaque. Vou pedir a revista emprestada à minha "sócia" para espreitar.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto da ideia do teu risotto com alheira e espinafres, já me abriste o apetite!
      Hehe, pede à tua sócia para espreitares sim! Obrigada.
      Um beijinho.

      Eliminar
  11. Adorei as sugestões Inês, não há nada melhor do que esta comida de conforto estes dias...e quando se reaproveita ainda sabe melhor.
    Parabéns pelo merecido destaque ♥
    Bjinhooos

    ResponderEliminar
  12. Adoro risottos. Tem um excelente aspecto. Deve ser ótimo
    Beijinho 😀😀
    Bimby e Sabores da Vida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É delicioso, e feito com sobras ainda fica melhor :)
      Um beijinho.

      Eliminar
  13. Em minha casa também nunca houve desperdício, também sempre se guardaram os restos e se comeram depois :)
    Muitas vezes digo que a comida dos restos reaproveitada ainda sabe melhor!
    Tenho a certeza de que este risotto ficou perfeito! Adoro a cor.
    Sou perdida por risottos!
    Um grande beijinho querida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade, há pratos feitos com sobras que são tão delciosos! É só preciso aproveitar e não desperdiçar nada.
      Eu também adoro risottos!
      Um beijinho.

      Eliminar
  14. É ótimo ter a prática de não desperdiçar comida! Eu também como sempre os restos, mas no geral não de forma tão requintada. Adorei o teu risotto, feito com ingredientes tradicionais mas bem diferente e arrojado :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E este risotto feito com sobras de bacalhau cozido e couves por exemplo, tambem fica delicioso. O importante é aproveitar e variar.

      Eliminar
  15. Cá por casa adoramos risotto e também costumamos aproveitar restos de comida para inventar novos pratos!!
    http://sopasamesa.blogspot.pt/2013/06/risotto-com-espargos-brancos-presunto-e.html

    ResponderEliminar
  16. Por cá fazem-se empadinhas com os restos de peru de natal que, a par com o ganso, são tradição desta mesa de portugueses na Escócia.
    Risotto é uma palavra mágica cá em casa e como tal, acho que este seria aprovado por cá.
    Beijinho,
    Lia

    ResponderEliminar