Risotto Primaveril de Favas



Eu gosto imenso de favas. Mas nem sempre foi assim. Em pequena por mais que provasse não lhes ligava nenhuma, detestava até.
Em minha casa nunca houve o hábito de se fazer mais do que um prato caso alguém não gostasse do menu do dia. O lema sempre foi, se não gostas comes menos, numa tentativa de habituar a mais pequena a comer de tudo e não ser esquisita. Então, quando era um prato de favas... que desilusão.
Não sei exactamente quando foi o momento em que aprendi a gostar de favas. Algures na adolescência. E agora adoro! Incrível como mudam os nossos gostos ao longo dos anos. Gosto delas guisadas com ovos escalfados e coentros e em sopas. Acompanhadas de um belo pão tipo alentejano.
Todos os anos as plantamos no nosso quintal. Um belo faval, visitado diariamente nesta altura do ano, por nós e pelo meu gato, que aí se esconde e espia os pássaros. 
Uma sorte, o nosso cantinho de terra, onde podemos plantar e colher as nossas próprias favas, biológicas e tenrinhas. Prontas para a panela sem segredos e ilusões. A tradição manda fazer a primeira panela de favas guisadas com ovos escalfados e muitos coentros e folhas de alho, a nossa maneira favorita de as comer.
A época delas é pequena, tem de ser bem aproveitada. E este ano lembrei-me de fazer um risotto em jeito de chamar a Primavera até ao meu prato. Um risotto aliado do conforto, bem perfumado, e que foi elogiado e repetido. Quem não gostar de favas pode sempre trocar por ervilhas. Experimentem.




Risotto Primaveril de Favas

1/2 cebola
1 dente de alho
1 alho francês
3 colheres (sopa) de azeite
1 chávena de favas 
1 chávena de arroz para risotto
1/2 chávena de vinho branco
raspa de 1 limão
caldo de legumes q.b.
1 courgette pequena aos cubos
2 colheres (sopa) queijo da ilha ralado
coentros picados q.b.
folhas de alho picadas q.b.


Preparação

Num tacho preparar o caldo de legumes e manter em fervura.
Noutro tacho colocar o azeite, a cebola e alho picado e o alho francês em rodelas, levando ao lume brando até ficarem translúcidos. Nessa altura juntar as favas e refogar.
Adicionar o arroz sem lavar e envolver, deixando fritar um pouco. Juntar o vinho branco e a raspa de limão e mexer até o vinho evaporar e o arroz ficar com pouco líquido.
Em seguida ir adicionando o caldo de legumes bem quente e mexer sempre, até o arroz ir absorvendo o caldo e cozendo. Adicionar caldo à medida que for necessário, sempre a mexer o arroz.
A 5-10 minutos do final da cozedura adicionar a courgette em cubos e envolver.
Quando o arroz estiver cozido, retirar do lume e adicionar o queijo e os coentros e folhas de alho picados, a gosto. Envolver suavemente e servir de imediato.

Bom Apetite!



36 comentários:

  1. Ginja, eu sou tal e qual como tu :) Em criança detestava favas. E sempre que minha mãe apresentava um prato com favas era dia de passar "fome" (havia sempre pão caseiro com qualquer coisa, mas só às escondidas;),lol. E como tu não havia o segundo prato, era favas para todos. Hoje posso afirmar que adoro. Já colhi as minhas favas e fiz também guisadas com ovos escalfados e coentros, e uma saladinha que devo mostrar um dia destes no meu blogue :)
    E sim, é delicioso termos um quintal onde podemos colher os nossos alimentos fresquinhos e tenrinhos :)
    Adorei o teu risotto ;) E as fotos também :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Acabei de publicar um post de favas com a mesma conversa Lol :)
    Em pequea não gostava, agora adoro e regalo-me com as favas que me chegam da horta dos meus pais!
    Adorei risotto.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Ginja, o aspecto está delicioso.
    As fotos lindas.

    Beijinho e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  4. Hum, muito original este risotto, gostei.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. QUERIDA AMIGA, ESPERO QUE ESTEJA MELHOR!
    A TUA RECEITA FICOU COM UM ASPECTO DELICIOSO, AS
    FOTOS ESTÃO LINDAS, COMO SEMPRE VOCÊ ARRASA!
    TODAS AS RECEITAS QUE LEVAM COENTROS FICAM SABOROSAS,
    ADORO COENTROS NOS PRATOS, PRINCIPALMENTE NAS SALADAS!

    TENHA UM FINAL DE SEMANA ABENÇOADO!
    BJS ♥

    ResponderEliminar
  6. Ginja, minha querida amiguinha, como conseguiste transmitir através das fotos e texto, o quão delicioso fica este risotto. Lindo e singelo, como sempre.
    A D O R E I!
    Beijinhos e um bom fim de semana.
    Maria

    ResponderEliminar
  7. As favas andam aí...Este risotto tem um excelente aspecto...
    Bjoka
    RIta

    ResponderEliminar
  8. Olá:)

    Aí está um ingrediente que só aprecio na sopa e raladinho porque assim não consigo comer. Gosto de quase todas as leguminosas mas favas não é comigo:)
    Mas sei apreciar a beleza do teu prato que ficou com um aspecto fantástico:)

    Bom fim-de-semana!
    Biejinhos

    ResponderEliminar
  9. Ginjinha,
    Também eu não gostava de favas...só comecei a gostar há poucos anos e realmente penso como os nossos gostos vão mudando com os anos! Lá em casa também era assim, não havia 2ª opção para quem era esquisito :)
    Este ano já as comi 2 vezes e venham elas :)
    Amiga, o teu risotto está simplesmente fantástico! Pelos ingredientes (os contros são mesmo obrigatorios), pelo aspecto delicioso e pelas fotos que estão deslumbrantes!! Esse tachinho é um mimo e gostei muito da combinação e suavidade das cores! Parabéns! :))
    Um grande beijinho linda, cheio de força e carinho.

    ResponderEliminar
  10. Adoro favas e iria adorar este risotto. Ficou com um aspecto mesmo divinal.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Hummmm que bom aspecto... uma tentação! :)

    Beijinhos e bom fim-de-semana :*

    ResponderEliminar
  12. Eu sou das que ainda não aprenderam a gostar de favas:)))
    Está tão apetitoso, que não me importaria de treinar o gosto
    com o teu risotto:)
    Beijinhos Ginja, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  13. Já espreitei as favas à grega da gasparzinha. Agora venho aqui e vejo estas. Que bem vos deve ter sabido esse prato porque colhido por vós. As fotos estão de abrir o apetite, no mínimo.
    Eu cá sempre gostei de favas. A minha avó, que sempre morou connosco fazia-as como ninguém. Eu publiquei a receita dela no receitas ao desafio o ano passado. No meu blog ainda não dei lugar às favas. Não perdem pela demora.Esta receita serviu-me de estímulo.
    Um beijinho
    Patrícia

    ResponderEliminar
  14. Olá minha querida vizinha, tudo bem?:)
    Até me revi, eu também não gostava muito de favas e algures pela adolescência comecei a adorá-las! A minha mãe também nunca fazia mais do que um prato, era "ou comes, ou comes!" e que remédio tínhamos nós!! Mas o engraçado é que isso mudou depois da minha irmã ter casado e depois eu, agora esforça-se sempre muito para agradar a todos (inclusivé aos genrinhos, eheheh)!
    Adorei esse risotto, cremoso e com as deliciosas favas e courgettes a dar-lhe alegria! E vindas do vosso quintal ainda devem ter sabido melhor!
    O teu tachinho azul é lindo, lindo!:)
    Beijinho grande e bom fim de semana!:)

    ResponderEliminar
  15. Ginja querida, Como sempre texto, receita e fotos impecáveis.....
    Como já disse uma vez à Maria, aquí não é muito fácil encontrar favas,se gostar muito e procurar até que se acham...mas talvez por causa dessa dificuldade minha infância não foi de muitas favas, embora meus pais gostassem e sentissem saudades das daí... as que provei não me deixaram apaixonada, mas vendo-as nesse risoto tão gostoso até me despertou a curiosidade...acho que vale a pena tentar de novo...
    Bom fim de semana e beijinhos carinhosos da Gina.

    ResponderEliminar
  16. Olá querida Ginjinha a pouco tempo atrás experimentei a primeira vez as favas, nunca as havia comido e por aqui dificilmente se acham, por minha curiosidade aguçada, uma portuguesa amiga não sei se conheces a Rute do Publicar para partilhar mandou-me algumas favas para que eu experimentasse, porém, ela me ensinou a fazê-las torradas, as fiz, e postei, e gostei muito, mas assim não provei, com arroz deve ser uma delicia juntamente com esses cubinhos de abobrinhas. Ficou um lindo prato e uma bela apresentação. Amei sua panelinha, muito linda e com minha cor preferida. Bjos amiga, continuação de melhoras e um excelente final de semana.

    ResponderEliminar
  17. En casa a mis hermanos les pasaba igual que a ti, pero mamá siempre nos educó para que comiéramos de todo y poco a poco fueron entrando por ellas. Ahora les encantan, pero casi siempre las pongo en pote. Una idea muy buena, pero ya sabes que a mí los risottos no me terminan de quedar bien. Unas fotos preciosas Ginja. Besinos y que tengas un buen fin de semana-

    ResponderEliminar
  18. FICOU COM EXCELNTE ASPECTO MAS NA VERDADE NÃO CONSIGO GOSTAR DE FAVAS.
    BOM FIM DE SEMANA
    BJS

    ResponderEliminar
  19. Maravilha de sugestão para o fim-de-semana!
    Uma mistura de sabores bem interessante e de aspecto delicioso.

    ResponderEliminar
  20. Hummmmm, que beleza de risotto, tão bem apessoado!!! Por acaso sempre gostei de favas e, de resto, de praticamente todos os legumes ;)
    Eu e o Ferrão ficamos com muita inveja do faval!!!
    Beijinhos, lindonecas!
    Madalena

    ResponderEliminar
  21. Descobri hoje o teu blog, adorei o nome, estás de parabéns.
    Esta sugestão de risotto deve ter ficado uma delicia.
    Gostava que visitasses o meu blog, ainda é pequeno, começei á uns dias...
    http://ideiasdamoranguetes.blogspot.pt/
    Beijinhos e obrigada.
    Anabela

    ResponderEliminar
  22. Querida Ginja, adorei este risotto! Adoro favas, em arroz, na sopa... mas cá em casa só eu as como! Nem Pai nem filhas, não há maneira de os fazer comer. Vou fazer esta receita, seguindo a tua sugestão, com ervilhas. Pela primeira vez, aqui em casa, temos este ano uma pequena horta. Já colhi penca e lombardo, as ervilhas em greiro estão a ficar no ponto! Estavam à espera da tua receita... Daqui a pouco chegam as courgetes, tomate chucha e coração, cebolinho e alfaces!
    um beijinho e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  23. hehehe esta semana também apanhei e provei as primeiras favas. tal como tu, também não gostava de favas (e cozinhas não gosto lá muito) mas gosto muito de outras maneiras. tenho de por no blog!E não há nada como os produtos biológicos :)
    adorei a panelinha e o paninho :) beijinho e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  24. Minha linda que maravilha!!!
    Adoro tudo. Desde a receita, ao tachinho fantástico e fotos lindas.

    Acho que todos passamos pelo mesmo. Não me lembro de não gostar de favas pois sempre fui boa boca :)) Mas há coisas que a minha filha mais velha não gostava e agora começa apreciar.
    Com muitos coentros SIMMMMMM, claro :D
    Uma das coisas que eu mais adoro na casa dos meus sogros é o podermos ir à horta na propria altura que queremos comer. Fica numa aldeia no Minho e é das malhores coisas que temos. Por mim ficava lá :)

    ResponderEliminar
  25. Ficou sem duvida com bom aspeto mas eu ainda estou a aprender a gostar... aos poucos acho que vai! Trouxe uma da quinta quando fui aos meus pais, assim tão pequeninas que parecem babys! Devem ser bem tenrinhas e acho que hoje ou amanhã vou pôr as mãos à obra!
    Bjinho

    ResponderEliminar
  26. Obrigada a todos pelos comentários tão simpáticos :)
    Favas ou se gosta ou se odeia... mas eu agora adoro!
    E este risotto soube-me mesmo bem! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  27. Obrigada pela msg deixada no meu blog, obrigada pela tua simpatia e carinho.
    Um beijinho e um bom domingo.
    Anabela
    http://ideiasdamoranguetes.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  28. amiga querida aqui no brasil amamos risoto e esse seu eu já comi uma vez em um restaurante e amei mas como nã sabia areceita nunca me atrevi a fazer ..o seu esta divino e vou levando a receita amiga parabens pela receitinha eu hoje tenho uma comida regional sarapatel venha conhecer
    bjokas sadhia

    ResponderEliminar
  29. Ginja, nunca comi favas, sempre vejo pacotes congelados delas no mercado. Com certeza não é a mesma coisa que apanha-las no quintal de casa, fresquinhas, mas ainda vou experimentar. Lindo o risotto, um prato que combina com tudo!
    beijos e bom domingo

    ResponderEliminar
  30. Eu também sou das que detestava favas em pequena, cada vez que chegava a casa e havia favas começava logo a dizer que cheirava mal na cozinha, agora adoro, já fiz dois pratos este ano.
    Gostei muito do risoto
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  31. Huummm....Hummm....Muito bom aspecto!!!!!
    Bjocas

    ResponderEliminar
  32. Está com um aspecto delicioso e o tachinho é um amor.
    Adorei a receita e as fotos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  33. Em pequena passava longas temporadas na quinta da minha avó materna.E nas aldeias já se sabe que se come conforme a produção dessa altura do ano. Então, nessas alturas há que inovar no modo de confecção para que não haja saturação na alimentação.Só havia uma coisa que eu não gostava com favas: a sopa. Hoje tal não acontece. Também nunca houve comida diferente para os mais pequenos.Uma prima da minha idade não gostava das favas. A avó metia o prato na mesa. Ela não comia e ele era retirado. Não havia frigoríficos e ela escondia a outra comida na arca e fechava. Ao jantar : comida nova para os outros e para ela o pratinho do almoço. Ora, podia não comer 1 ou 2 refeições mas depois a fome apertava e a tal e tão odiada comida era devorada num instante.E foi com esta lição de vida que ensinou os netos a comer de tudo e não estragar comida.
    ESte risotto deve ser na verdade mesmo muito bom. Uma maneira diferente de começar a gostar de favas, pois não sendo em demasiada quantidade, torna-se menos difícil deglutir este "manjar".
    POr acaso este ano não as semeei aqui no meu quintal. Mas posso dizer que já as comprei no Continente, hoje, e que amanhã vão sair guisadas com entrecosto. Uma delícia!
    Bom feriado!
    beijos

    ResponderEliminar
  34. Adoro favas e este teu prato está divino! Só comecei a gostar de favas depois dos 30 e agora sou louca por favas e receitas que as levem.
    Lia

    ResponderEliminar